Costeletas de Porco com... Baunilha
















Ontem deixei-vos a salada e hoje trago-vos, como prometido, os bifes que compuseram esta refeição especial! São umas costeletas de porco com baunilha! Eu sei, estarão neste momento a pôr em causa a minha sanidade mental, mas juro-vos que estes bifes ficam deliciosos! Um sabor agridoce com um toque baunilhado lá no final! Foi uma refeição que conquistou corações e paladares! E é mais uma que vai para a mesa de Fevereiro da Marta!


Costeletas de Porco com Baunilha:

5 costeletas de porco;
meio copo de vinagre de maçã (cerca de 125ml);
3 colheres de sopa de mel;
uma pitada de piri-piri em flocos;
1 colher de café de extracto de baunilha;
sementes de baunilha q.b. (cerca de meia vagem);
um fio de azeite;

Tempera-se as costeletas com um pouco de sal ou flor de sal. Numa frigideira coloca-se o azeite e quando estiver quente junta-se as costeletas e deixa-se cozinhar até dourarem (a carne de porco quer-se bem passada mas não em demasia para não ficar seca). Retira-se e reservam-se. Na mesma frigideira coloca-se o vinagre, o mel, o piri-piri em flocos, o extracto e as sementes de baunilha e deixa-se reduzir ligeiramente para que o acre do vinagre se dissipe um pouco. Junta-se as costeletas e o líquido que as mesmas libertaram. Deixa-se cozinhar virando as costeletas de vez em quando e até o molho estar mais espesso. Serve-se as costeletas de imediato regadas com o molho e acompanhadas da salda exótica com vinagrete de baunilha.

Salada Exótica com Vinagrete de... Baunilha





















Mal findou Janeiro comecei logo a pensar que o dia dos Namorados estava a chegar e, embora não o festejemos com grande pompa, fazemos sempre questão que não passe em branco. Achamos muito pouco romântico ir jantar fora nesse dia, por isso, ou vamos jantar fora no dia anterior/seguinte, ou fazemos o jantar em casa! Como calhava durante a semana, não haveria muito tempo portanto a refeição teria de ser algo simples e rápido de executar mas que surpreendesse! E que fosse minimamente saudável, pois claro! Depois vem a Marta e lança-nos o desafio de cozinharmos algo para a sua rubrica mensal cujo ingrediente é a baunilha! Não podia ser coincidência! Ou se era, era uma feliz coincidência! Comecei desde logo a idealizar esta receita! Eu sei que à primeira vista não parece nada de especial nem nada de surpreendente! Até porque não estamos habituados a associar baunilha a salgados e a lista de ingredientes vai deixar-vos a pensar que os sabores não funcionam! Mas garanto que nos surpreendeu pois todos os sabores se complementavam muito bem e resultou numa refeição deliciosa, surpreendente e algo afrodisíaca! Também no dia dos namorados não se pretende outra coisa!! Para não ficar um post muito extenso, deixo-vos hoje com a receita da salada e amanhã trago-vos os bifinhos! Ora então salada exótica com vinagrete de baunilha, combinação duvidosa, não?!


Salada Exótica com Vinagrete de Baunilha:


Salada:

1 mix de salada exótica;
1 mandarina;
3 morangos;
quadradinhos de queijo feta q.b. (ou mozzarella fresca);
cebola roxa q.b.;
2 colheres de sopa de pinhões tostados;


Vinagrete de Baunilha:

1 colher de sopa de mel;
3 colheres de sopa de vinagre de vinho branco;
sumo de meia laranja;
meio copo de azeite;
1 colher de café de extracto de baunilha;
sementes de baunilha q.b. (cerca de 1/4 de vagem);
uma pitada de flor de sal;

Prepara-se o vinagrete juntando o mel, o vinagre e o sumo de laranja e mistura-se bem. De seguida junta-se o azeite, o extracto de baunilha, as sementes e a flor de sal e mistura-se vigorosamente com uma vara de arames. Numa travessa dispõe-se a salada, os gomos de mandarina, os morangos cortados, os quadradinhos de queijo feta, as rodelas de cebola roxa e por fim os pinhões tostados. Serve-se acompanhada do vinagrete (optei por não regar a salada mas sim servir o vinagrete à parte e cada um colocar na sua salada apenas a quantidade que pretendesse).

Nota: o meu mix de salada exótica era composto por várias alfaces verdes, alface roxa, acelgas, vinagreira roxa e rúcula, mas podem usar a mistura que mais gostarem.

Tirinhas de Frango com Cogumelos






Não é bem um strogonoff mas é parecido! Hoje estou de poucas palavras, eu sei, mas é um daqueles dias em que não há nada de novo para contar! Passemos à receita!


Tirinhas de Frango com Cogumelos:

4 bifes de frango;
meia cebola;
1 dente de alho;
1 lata de cogumelos laminados pequena;
1 pacote de natas de soja;
um fiozinho de azeite;
uma pitada de flor de sal;
raspa de noz-moscada;
sumo de limão;

Pica-se a cebola e o alho bem miudinhos e coloca-se numa frigideira anti-aderente com um fiozinho de azeite (pouquíssimo) e deixa-se alourar enquanto de corta os bifes de frango em tiras. Junta-se então os bifes de frango e deixa-se cozinhar até estarem tenros. Tempera-se com uma pitada de flor de sal, junta-se os cogumelos escorridos e deixa-se cozinhar mais alguns minutos. Por fim junta-se um pouco de noz-moscada raspada na hora e as natas de soja e deixa-se engrossar um pouco. Por fim rega-se com sumo de limão e serve-se de imediato acompanhado de arroz integral (receita aqui, apenas juntei açafrão à água da cozedura para dar cor).

Nota: usei cogumelos enlatados mas podem usar cogumelos frescos.

Rende 4 doses

Bolo Rico de Chocolate (sem coco)














Depois do bolo rico de chocolate com coco que publiquei aqui (e porque a inveja falou mais alto), houve cá em casa quem implorasse por uma versão sem coco! Eu não podia recusar! Ficou muito fofinho e saboroso, quem provou disse ser o melhor bolo saudável do mundo! Obviamente exageraram, mas que é bom, é! Por isso, para quem é intolerante ou alérgico ao coco ou até mesmo para quem simplesmente não gosta, aqui fica esta versão sem coco! E porque hoje é dia dos Namorados, e embora já vos tenha deixado aqui uma sugestão romântica, este bolo é perfeito para quem se esqueceu ou não tem muito tempo para preparar uma sobremesa especial pois faz-se em dois tempos e come-se ainda mais rápido! Não há desculpas!


Bolo Rico de Chocolate (sem coco):


Bolo:

2 ovos;
1 banana;
1 e 1/2 colher de sopa de farinha de centeio (aveia, espelta ou outra);
2 colheres de sopa de cacau em pó;
1 colher de sopa de linhaça moída;
1 colher de sopa de manteiga de amendoim;
1 colher de sopa de mel;
1 colher de café de fermento em pó;


Cobertura:

75gr de chocolate negro;
1 colher de sopa de manteiga de amêndoa (receita aqui);

Colocam-se todos os ingredientes do bolo no processador e tritura-se até ficar um creme homogéneo. Verte-se numa forma de silicone e vai ao micro-ondas durante 3 minutos. Retira-se e desenforma-se de imediato sobre uma grelha para que arrefeça. Entretanto prepara-se a cobertura levando num tacho em lume muito brando o chocolate e a manteiga de amêndoa até derreter. Quando estiver derretido mistura-se bem e cobre-se o bolo.

Nota: se o chocolate da cobertura não estiver a derreter com facilidade ou se ficar muito duro pode-se juntar um fio de leite para ficar mais cremoso.

Rende 8 fatias