Bolachas de Arroz com Compota


Se eu vos disser que depois de iniciar a dieta estive mais de 6 meses sem comer compota vocês não acreditam! Mas é verdade! Estava tão focada no meu objetivo que houve coisas que, consciente ou inconscientemente, ficaram para trás! Eu adoro compota! Uma fatia de pão barrada com compota faz-me tão feliz! E gosto de qualquer uma, embora a de abóbora, a de figos, a de batata-doce e a de castanhas sejam as minhas prediletas! Um dia tinha um restinho de morangos já bem maduros e o desconsolo de compota era tanto que rapidamente os transformei num doce! Bem, não foi uma compota à séria, mas desenrascou muito bem! De qualquer forma resisti ao pão, não se pode ter tudo! Então barrei bolachas de arroz com o doce! Pelo menos tirei a barriga da miséria!


Bolachas de Arroz com Compota:

três mãos cheias de morangos;
sumo de meia laranja;
uma colher de sobremesa de mel;
bolachas de arroz sem sal (uso salutém);

Esmaguei muito bem os morangos, juntei o sumo da laranja e o mel e levei-os num tacho ao lume alguns minutos. Deixei arrefecer e barrei as bolachas!

Nota: ficou com uma cor bem bonita, usei morangos biológicos que fazem toda a diferença!

Batido de Beterraba com Frutos Vermelhos



Este batido tem uma cor tão linda que só de olhar para ele ficamos logo bem dispostos! Ainda por cima é um batido delicioso e cheio de coisas boas!


Batido de Beterraba com Frutos Vermelhos:

meia beterraba cozida;
uma mão cheia de frutos vermelhos (usei congelados);
1 iogurte natural açucarado;
meio copo de leite;
3 folhas de hortelã;

É só colocar tudo no liquidificador e triturar bem. Serve-se de imediato!

Nota: não adicionei mel nem nenhum outro adoçante pois o iogurte já era adocicado.

Rende 1 dose

Frango Tandoori




Mais uma receita vinda d' O Tempero da Carla! Este frango é tão bom que quase acreditava que estava a comer galinha frita! É super saboroso, tostadinho por fora e suculento por dentro!


Frango Tandoori: 

10 perninhas de frango;
2 iogurtes naturais;
raspa de 1 limão;
1 colher de chá de flor de sal ou sal grosso;
1 colher de chá de gengibre em pó;
1 colher de chá de paprika;
1 colher de chá de caril em pó;
1 colher de sopa de molho de tomate caseiro (receita aqui);
3 folhinhas de louro;
2 dentes de alho ralados;

Numa taça com espaço suficiente para as pernas de frango coloca-se os iogurtes e os temperos e mistura-se bem. Junta-se as pernas de frango e envolve-se bem para que fiquem completamente cobertas com este preparado. Tapa-se a taça com película aderente e deixa-se permanecer no frigorífico de um dia para o outro. Na hora de cozinhar, coloca-se num tabuleiro as pernas de frango e todo o preparado. Vai ao forno cerca de 45 minutos, virando as pernas de vez em quando para que fiquem tostadas de ambos os lados. Retira-se, rega-se com sumo de limão e serve-se de imediato.

Nota: podem acompanhar com batata frita no forno e salada.

Bolo de Chocolate e Tangerina e Sumo de Tangerina































O facto de estar doente não me permitiu preparar de antemão algo especial para o primeiro aniversário do blog. Não tinha sequer pensado em nada em concreto, até ter visto esta receita! Era simples, com ingredientes que tenho sempre em casa, portanto vinha mesmo a calhar! Ainda assim, doente e com dois filhos doentes também, prometia ser uma aventura... Apesar da febre, lancei-me para a cozinha. Mesmo a cambalear consegui preparar o bolo rapidamente. Ainda pensei se realmente o devia mandar para o forno pois em cru estava tão delicioso que só me apetecia comer à colherada! Mas eu queria um bolo, não uma mousse! Coloquei o bolo no forno, regressei à bancada e dei de caras com o fermento! Tinha-me esquecido completamente de o adicionar! Paciência, haveria de ficar como ficasse! Creio que o fermento não fez falta, o bolo ficou denso mas fofo ao mesmo tempo, húmido, doce q.b. e bem intenso como eu gosto! E o aroma era incrível! Fiz algumas alterações à receita original, achei 150 gr de açúcar demasiado e por isso usei apenas 75gr e em vez de mascavado usei demerara. Em vez da baunilha usei sumo de tangerina e raspa da mesma para decorar. Fiz ainda um sumo de tangerina para acompanhar pois acho que citrinos e chocolate combinam muito bem! Não é propriamente uma receita, até porque toda a gente sabe como se faz, mas é uma sugestão! E para além de ser para comemorar o primeiro aniversário do blog (que foi ontem), com esta receita participo também na rubrica da Marta do Intrusa na Cozinha. Eu sei que a tangerina devia ser a estrela, mas tenho a certeza que a Marta ma vai perdoar por esta batota (mas se não for válida eu compreendo).


Bolo de Chocolate e Tangerina:

500gr de batata-doce cozida (peso já descascada);
6 ovos;
75 gr de açúcar demerara;
50gr de miolo de amêndoa moído;
25gr de cacau;
sumo de meia tangerina;
200gr de chocolate negro;
25gr de óleo de coco;
raspa de tangerina para decorar;

No copo da bimby coloca-se a batata doce picada e os ovos e programa-se 1min./vel.4. De seguida junta-se o açúcar, o miolo de amêndoa, o cacau e o sumo de tangerina e programa-se mais 1min./vel4. Coloca-se o chocolate partido numa taça juntamente com o óleo de coco e leva-se ao microondas em períodos de 30 segundos até estar praticamente derretido (no meu caso foram 3 períodos de 30 segundos). Retira-se e mexe-se bem com uma colher para que fique cremoso e homogéneo. Junta-se ao preparado de batata-doce e programa-se 30seg./vel.6. Verte-se uma forma (coloquei um disco de papel vegetal no fundo para garantir que despegava) e vai ao forno 30 minutos. Depois de desenformar serve-se decorado com raspas de tangerina.

Nota: convém deixar arrefecer quase por completo dentro da forma antes de desenformar para garantir que não se parte. Usei uma forma de 20cm. Quem não tiver bimby pode fazer na liquidificadora ou até mesmo com o auxílio da batedeira.

Rende 10 fatias



Sumo de Tangerina:

tangerinas q.b.;
água q.b.;

Espreme-se as tangerinas e coloca-se o sumo num jarro até metade. Preenche-se a outra metada de água. 

Nota: junto água para não ficar tão forte pois assim diluído não estamos a consumir mais fruta do que devemos.

1 Ano


Este blog comemora hoje um ano! A mim parece-me que foi ontem! Acho que já todos sabem porque o criei. Devido às minhas três gravidezes, todas elas muito próximas, ganhei peso que nunca consegui perder. Embora eu não me sentisse propriamente mal, sempre tive o desejo de voltar ao meu peso normal. Fazer dieta resolveria o problema. Mas não era isso que eu pretendia. Afinal, queres emagrecer sem fazer sacrifício?! Queria! Eu sabia que se fizesse alguma dieta rigorosa ou maluca nunca conseguiria chegar ao fim, para além de que depois se calhar acabaria por ganhar novamente o peso que perdesse. Queria antes uma dieta que não fosse demasiado dura, restritiva e desenxabida. Teria ainda de ser algo que fosse para manter e não algo temporário. Que exigente! Ainda por cima pede coisas quase impossíveis...! Mas eu sei que nesta vida nada é impossível! Decidi portanto começar por fazer uma reeducação alimentar. Foi a decisão mais acertada que alguma vez eu poderia ter tomado! Eu não tinha uma má alimentação mas de facto havia muitos pontos a melhorar. Rapidamente percebi que a reeducação alimentar era exatamente aquilo que eu pretendia. Não se tratava de nenhuma dieta rigorosa, continuava a poder comer de tudo, e aliada ao exercício físico estava a sortir o efeito desejado que era perder peso! Pouco depois de ter feito a reeducação alimentar comecei a pensar que provavelmente haveria muita gente na mesma situação que eu, e que eu poderia não só partilhar a minha experiência como também as receitas que me estavam a ajudar a perder peso e a ter uma alimentação mais saudável. E consequentemente a ser mais feliz! Foi então que, sem ninguém saber, criei este blog. Com grande receio, confesso, pois apesar da alimentação saudável estar cada vez mais na moda, não sabia se um blog de alimentação saudável iria ser bem aceite. Pensei que com calma poderia ir construindo este cantinho! Acontece que mal o criei, e ainda nem tinha publicado nada, já toda a gente sabia que este blog existia! Mesmo em branco começou a ter um grande número de visualizações! Sem mais demoras, tratei então de o "inaugurar" no dia 12 de Janeiro de 2016! Inicialmente seria um blog onde eu faria partilhas ocasionalmente, afinal eu já tinha outro blog! Mas teve tanta aceitação que acabei por começar a publicar diariamente! Eu sei que o facto de já ter um blog me ajudou a ter alguma visibilidade, quando comecei este já não era propriamente uma "estranha". Mas acho também que o que fez diferença foi as minhas receitas parecerem comida normal! Assim à primeira vista não parecem ser saudáveis (acho eu)! O que eu tenho mesmo a certeza é que ter este cantinho me faz muito feliz! Quando por algum motivo tenho de ficar afastada, sinto sempre um certo desânimo, como se me faltasse algo! Gosto de partilhar as minhas receitas, gosto de partilhar as minhas experiências, gosto de acompanhar os vossos cantinhos e gosto também de receber o vosso feedback. Acho que só quem tem um blogue consegue compreender! Por isso espero que este seja o primeiro de muitos! Estou grata a todos vós!

Cereais Weetabix



Por vezes não conseguimos perceber a importância que a alimentação tem na nossa vida. Por vezes não conseguimos perceber que um regime alimentar pode ter influência na nossa saúde e no nosso bem-estar. Talvez porque estejamos tão habituados a um certo tipo de alimentação, que só percebemos de facto as consequências/benefícios que isso tem quando mudamos. Ainda não vos falei dos exageros do Natal nem de que forma isso se refletiu no meu bem-estar. Até ao dia de Natal mantive a minha alimentação normal, ou seja, uma alimentação saudável e equilibrada. Depois do Natal a coisa descambou um pouco! Começaram os jantares aqui e ali (em quase todos a ausência de saladas e legumes era notória), depois havia ainda as sobras que é preciso aproveitar pois detesto desperdiçar comida, para não falar dos doces super calóricos que esta quadra tem! Posso dizer que não me empanturrei de comida e de doces. Mas comi alguns! Ora, embora isso não tenha feito grande mossa na balança, fez uma mossa jeitosa em mim própria! Terminei o último dia do ano com dor e desconforto na bexiga e também com ardor ao urinar. Desde que mudei a minha alimentação para melhor nunca mais tinha tido problemas com a minha infeção urinária. Até ter cometido excessos no Natal! Iniciei o ano da mesma forma. Nada teve a ver com a falta de líquidos pois continuei sempre a ingerir bastante água como habitualmente. Aliás, nada mais para além de água bebi este Natal (nem sequer espumante). Depois quando se iniciou a semana comecei a ter algumas dores no corpo. Pensei eu que poderia ser cansaço pois este Natal foi de loucos, não deu para descansar nem um bocadinho e o corpo para recuperar também precisa de repouso. Entretanto, muito levemente, uma gripe começou a manifestar-te. No final da semana comecei a sentir tonturas, ora calafrios, ora calores. Fiquei com um aspeto horrível! Depois comecei a sentir-me inchada. Nada de surpreendente pois quando se comete alguns excessos acabamos sempre por nos sentirmos um pouco inchados. Mas o passado fim de semana foi mesmo a altura pior, a gripe já cá estava e em força, depois o inchaço foi-se tornando cada vez maior. Retenção de líquidos e cólicas. E alguma febre. Acho que posso afirmar que a minha barriga parecia barriga de uma grávida de 6 meses! E agora estarão vocês e pensar: "ah, também cometi excessos no Natal e não fiquei assim". Pois, a questão é que se calhar alguns de vós não estão habituados a uma alimentação saudável e equilibrada diariamente. Como o meu organismo já estava habituado a uma alimentação assim, quando levou com os excessos das festas não conseguiu digerir tudo como seria desejável. Sobrecarreguei o pobre coitado, portanto a culpa de estar assim é única e exclusivamente minha! Dantes eu já o afirmava, mas isto só veio reforçar ainda mais aquela ideia que eu tinha de que quando nos habituamos a uma alimentação saudável, difícil é depois voltar a uma má alimentação. Porque de facto o nosso organismo ressente-se, começa a implorar que lhe dêem novamente comidas saudáveis, livres de açúcares e gorduras prejudiciais. O meu marido não liga muito a estas coisas da alimentação saudável, mas consequentemente a alimentação dele também se foi tornando mais saudável, mesmo que ele não desse por isso (acabou até por perder algum peso também). Eu passava a vida a dizer-lhe a tal conversa de que quando nos habituamos a este tipo de alimentação não queremos outro, pois sentimos-nos muito melhor física e psicologicamente, com mais energia e boa disposição. Ele ria-se e desvalorizava. Ontem de manhã ouvi-o pela primeira vez admitir: "temos mesmo de voltar àquele tipo de alimentação mais saudável, sentia-me muito melhor do que me sinto agora". Eu sabia que um dia ele me ia dar razão! O organismo anda "intoxicado", é preciso voltar ao normal, mas com calma pois não convém cortar com os açúcares, com os hidratos e com as gorduras de repente pois o corpo está viciado. É ir mudando gradualmente, dando ao nosso organismo alimentos ricos em fibras, muita água, muitos legumes e vegetais e muita fruta. Por isso a sugestão de hoje é simples, mas vai ao encontro do que acabei de dizer. Cá em casa só entram dois tipos de cereais, os corn flakes e os cereais weetabix. É certo que os weetabix não são os cereais mais saborosos do mundo, mas têm muitas fibras, pouco açúcar, portanto são bons para quem está de dieta. Ainda por cima são perfeitos para aqueles dias apressados pois é só juntar leite e já está. Se esperarmos alguns segundos ficam tipo papa por isso é caso para dizer que são uns cereais dois em um, tanto servem de cereais como servem de papa! Gosto de juntar uma banana, garanto que ficam muito mais saborosos!


Cereais Weetabix:

1 "bolacha" de cereais weetabix;
1 copo de leite;
1 banana;

É só juntar tudo (o leite pode ser quente ou frio).

Queijadas de Coco





Adoro coco! Mas raramente faço sobremesas com coco pois o meu marido é intolerante. Podia fazer só para mim mas prefiro fazer outras coisas que sejam do agrado de todos. Mas é claro que de tempos a tempos apetece mesmo algo com coco! Não pude resistir quando vi estas pequenas maravilhas no blog da Andreia (ela e as suas receitas são uma fonte de inspiração, admiro-a muito)! Renderam 12 deliciosas queijadinhas, daquelas que não comprometem a dieta!


Queijadas de Coco:

4 ovos;
250g iogurte natural açucarado;
2 colheres de sobremesa de mel;
60g de coco ralado;
1 colher de chá de fermento;
raspa de limão q.b.;

Pulveriza-se o coco na bimby e reserva-se. Coloca-se no copo o iogurte, os ovos, o mel e a raspa de limão e programa-se 1 min./vel. 3. Junta-se o coco e o fermento e programa-se 1min./vel.2. Verte-se em forminhas de papel e vai ao forno previamente aquecido durante 15/20 minutos.

Nota: pode-se fazer em forminhas de pudim. Quem não tiver bimby pode fazer tudo na batedeira ou até com o auxílio de uma vara de arames e o coco é só triturar no 123.