Salada Quente de Millet com Frango e Legumes








Como vos disse aqui, resolvi experimentar cozer o millet apenas com o dobro da água para ver se ficava soltinho. Assim fiz e de facto ficou soltinho. No entanto eu gosto dele mais cozido. Como ficou bem soltinho resolvi fazer uma salada quente juntando sobras de frango assado e alguns legumes salteados (receita inspirada nesta). Ficou uma refeição completa e saborosa. A receita não te nada que saber, mas deixo na mesma! Podem sempre substituir o frango por outra proteína, ou não juntar de todo.


Salada Quente de Millet com Frango e Legumes:

meia chávena de millet (cerca de 80gr);
1 chávena de água;

meia courgete amarela:
meia courgete verde;
1 cenoura;
1 cebola roxa pequena;
Sobras de frango assado (receita aqui);
meio tomate;
uma pitada de flor de sal;

Coloca-se o millet num coador e passa-se por água corrente. Coloca-se num tacho e deixa-se aquecer até libertar aroma. Junta-se a água fria e assim que começar a ferver reduz-se o lume e deixa-se cozinhar até toda a água ter sido absorvida (cozinhei destapado). Quando estiver pronto retira-se e reserva-se. No mesmo tacho coloca-se os legumes (excepto o tomate), junta-se um fiozinho de azeite. Salteia-se os legumes e tempera-se. Quando estiverem prontos junta-se o frango desfiado e o tomate picado. Retifica-se os temperos e serve-se.

Nota: caso o frango não seja muito aromático, podem sempre juntar algumas especiarias a gosto à salada.

Rende 3 doses

Waffles de Aveia e Centeio








Waffles é daquelas coisas que me traz recordações doces da infância! Era a minha avó quem as fazia para mim! Na altura, ter por aqui uma avó que fazia waffles, era algo muito à frente! Eu adorava! Ficava deliciada a ver fazer, e mais deliciada ainda depois de as comer! Depois, durante anos ficaram esquecidas. Há um ano a minha avó partiu e senti uma vontade imensa de voltar a comer waffles. Talvez porque isso fosse uma forma de matar saudades dela. Eu tinha uma máquina, cujas placas estavam já muito desgastadas e não havia waffles que conseguissem sair inteiras. O meu marido, sabendo do meu desejo, ofereceu-me uma máquina de waffles pelo meu aniversário. Escusado será dizer que fiquei felicíssima! Não pude esperar e estreei-a logo no dia seguinte com estas waffles para o pequeno-almoço. Uma versão mais saudável do que a da minha avó e que, apesar de não serem iguais, por momentos transportaram-me para outra fase da minha vida! Apesar de não terem levado farinha de trigo, nem gordura, nem açúcar, ficaram top!


Waffles de Aveia e Centeio:

2 ovos;
2 colheres de sopa de iogurte grego natural (receita aqui);
umas gotas de extracto de baunilha ou raspa de limão;
2 colheres de sopa de farinha de aveia;
6 colheres de sopa de farinha de centeio;
meia colher de café de fermento em pó;

Numa taça coloca-se os ovos juntamente com o iogurte grego e baunilha e bate-se com um garfo ou vara de arames. Junta-se as farinhas e o fermento e mistura-se muito bem. Verte-se o preparado na máquina de waffles e deixa-se cozer alguns minutos até estarem prontas. Servem-se quentes regadas com mel.

Nota: para não perder tempo de manhã, podem ser feitas no dia anterior, depois de manhã é só aquecê-las na máquina de waffles.

Rende 2 doses

Carne de Porco com Grão










Dias frios pedem comida quentinha e reconfortante! Tinha metade de um lombo de porco para usar mas não me apetecia fazer no forno! Queria cozinhá-lo de modo a que ficasse tenro e saboroso! Pensei logo numa carne guisada/estufada! Primeiro, quando estava a picá-lo, cheguei a arrepender-me pois sendo uma peça tão cara até dava pena usá-lo num guisado! Mas depois de estar pronto achei que tinha sido muito bem empregue! Os ingredientes que lhe juntei surgiram do momento, primeiro umas cenouras que dariam cor e sabor! Havia também um repolho pequeno a precisar de ser usado rapidamente. Juntei uns espinafres que, já a querer ficar murchos, deram um contraste colorido a este prato! Ainda assim faltava alguma substância, que é como quem diz hidratos, e por isso optei por juntar grão! No final resultou numa refeição bem saborosa, saudável e que todos comeram com satisfação!


Carne de Porco com Grão:

800gr de lombo de porco;
1 cebola;
2 dentes de alho;
um fio de azeite;
1 folha de louro;
1 baga de pimenta da jamaica;
2 tomates pelados e sem sementes;
1 colher de café rasa de colorau;
um pitada de mistura de 5 pimentas moídas;
sal q.b. (ou flor de sal);
meio copo de vinho branco;
5 copos de água;
1 cenoura bem grande;
1 repolho branco pequeno;
100gr de espinafres;
1 frasco de grão de bico;

Corta-se o lombo de porco em cubos. Num tacho coloca-se a cebola, o alho, o louro, a baga e o azeite. Assim que estiver bem quente coloca-se a carne e deixa-se cozinhar um pouco. De seguida tempera-se com o sal, o colorau e as 5 pimentas. Junta-se o tomate e mistura-se bem. Junta-se o vinho e deixa-se apurar um pouco. De seguida adiciona-se a água e deixa-se cozinhar. Quando a carne estiver quase cozida junta-se então a cenoura em rodelas e o repolho picado. Deixa-se cozinhar por 10 minutos. Adiciona-se as folhas de espinafres, mistura-se e desliga-se o lume deixando o tacho tapado para que os legumes acabem de cozer com o calor do tacho. Por fim junta-se o grão, envolve-se e serve-se.

Nota: de vez em quando verifica-se se necessita de mais água. Não pretendemos um guisado muito aguado mas quer-se um pouco de molho.

Rende 7 doses

Papas de Millet e Pera

















Depois da versão salgada de millet que vos mostrei aqui, decidi experimentar numa versão doce! Escolhi uma receita simples, umas papas para o pequeno-almoço. É frequente fazer papas de aveia (coisa que eu adoro), mas é bom ter outras alternativas. Foi com algum receio, confesso. Porque tinha "medo" de não gostar e não aceito ver comida acabar no lixo. No entanto estas papas surpreenderam-me pela positiva! Gostei muito, são bastante saciantes mas sem serem pesadas para o estômago e ficam muito saborosas! Também já experimentei com maçã e acho que ficam igualmente (ou ainda mais) deliciosas! E para adoçar usei o caramelo de tâmaras do post anterior. A receita rendeu essa taçona que vêem na foto. Supostamente isso seria uma dose mas eu achei demasiado. Comi metade com o resto da pera a acompanhar e fiquei saciada.


Papas de Millet e Pera:

1 chávena de café de millet;
4 chávenas de café de leite magro;
3 chávenas de café de água;
2 colheres de sobremesa bem cheias de caramelo de tâmaras (receita aqui);
1 pera madura;
raspa de meio limão;

Coloca-se o millet num coador e lava-se em água corrente. Coloca-se no tacho juntamente com o leite, a água, o caramelo de tâmaras, metade de pera em pedacinhos (não é necessário descascar) e a raspa de limão. Vai ao lume mexendo de vez em quando até o millet estar cozido e ganhar a consistência de papas. Coloca-se na taça, polvilha-se com uma pitada de canela e acompanha-se com a restante pera.

Nota: eu achei a quantidade de líquido que usei suficiente, mas se acharem que estão demasiado espessas podem juntar um pouco mais de água.

Rende 2 doses

"Caramelo" de Tâmaras












Chamo-lhe caramelo de tâmaras mas podem chamar-lhe compota instantânea de tâmaras! Eu já tinha experimentado uma versão aqui que, apesar de ter gostado bastante, não me tinha agradado a 100%. Entretanto experimentei esta versão que é mais simples e mais fácil de fazer e que fica maravilhosa! Se quiserem um caramelo cremoso e mais espesso tipo compota então a receita está no ponto, caso queiram um caramelo mais líquido podem juntar mais água até atingir a consistência desejada como faço quando quero regar panquecas. Este caramelo serve para imensas coisas, adoçar papas, bolos, panquecas, etc. Serve para barrar no pão ou para rechear um bolo, para usar em granola/barritas, etc. Dá para tudo! E se for a versão mais líquida serve para regar as panquecas ou as waffles! Mas não se esqueçam, apesar de saudável, este caramelo é muito calórico por isso tem de ser consumido com moderação. Na sexta-feira trago uma receita onde utilizei algum deste caramelo, não percam!


"Caramelo" de Tâmaras:

12 Tâmaras sem caroço;
2/3 chávena de água (150ml);

Colocar as tâmaras numa taça com água quente para que as tâmaras amoleçam. Com a varinha mágica tritura-se bem até ficar cremoso. Coloca-se num frasco esterilizado e guarda-se no frio.

Nota: usei tâmaras normais porque são as únicas que encontro cá, mas se quiserem podem usar tâmaras medjool. Tenham em atenção que este caramelo não dura muitos dias pois acaba por fermentar.

Rende 2 frasquinhos