Resultados Menos Positivos da Perda de Peso

Há uns tempos uma leitora do blog enviou-me um e-mail que me comoveu bastante. Na altura não pensei falar sobre o assunto aqui no blog mas aos poucos tenho chegado à conclusão que é um tema que merece ser abordado. Resumidamente, a pessoa em questão também tinha passado por um processo de emagrecimento, por sinal muito mais complicado do que o meu pois estamos mesmo a falar de obesidade. Sentia-se amargurada pois apesar de estar contente e satisfeita com os quilos que conseguiu perder, estava profundamente infeliz com a pele flácida que daí resultou. Que por mais que se esforçasse não conseguia olhar-se ao espelho e sentir-se bonita e que isso a impedia de ter uma vida social e que acabava também por interferir no seu casamento. Este testemunho comoveu-me pois percebi que há pessoas que deixam de "viver" por causa de uma situação que nos devia dar ainda mais força para viver e não o contrário. É importante salientar que nem toda a gente que perde peso consegue ficar com a pele toda esticadinha como se nada se tivesse passado. Eu sou uma dessas pessoas. Não cheguei a ter um excesso de peso exagerado, o máximo que pesei foram 80kg (embora durante a última gravidez tenha atingido um peso superior). O meu problema é que a gordura que ganhei e que ficou tinha sido ganha de forma muito rápida devido às 3 gravidezes, todas elas muito próximas. Quando comecei o processo de emagrecimento comprei logo uns pesos (não muito pesados, apenas 4kg cada um). Tinha noção que os braços e a barriga precisavam de ser trabalhados para não ficarem flácidos, ou pelo menos não tão flácidos. Todos os dias pratico alguns exercícios localizados para essas duas partes do corpo, mas infelizmente não foi suficiente para evitar que houvesse alguma flacidez. Creio que se tivesse frequentado um ginásio com equipamento e acompanhamento adequados talvez tivesse ficado um pouco melhor. Não vou dizer que esta flacidez não me incomoda. Claro que incomoda! Quando visto uma blusa sem mangas noto aquela ligeira flacidez e as pequenas estrias na zona dos bíceps e é claro que não gosto! Quando visto blusas ou vestidos mais justos aborrece-me que a barriga esteja sempre um pouco saliente e não esteja lisinha como eu gostava! É uma flacidez que dali só sai com cirurgia mas também não penso nisso. E apesar disto me incomodar não deixo que me deite abaixo. Há diversas formas de lidar com isso. Uma delas, e a mais óbvia, é tentar usar roupas bonitas que nos salientem as partes boas e que disfarcem as partes más! Outra é pensar que se fosse uma doença era muito pior. Outra delas é pensar que aquela pele flácida não é uma derrota mas sim uma vitória! É verdade que é inestética e que por vezes nos impede de nos sentirmos bonitas a 100%, mas é também uma forma de nos lembrarmos daquilo porque passamos. É uma forma de nos sentirmos vitoriosas com o peso que perdemos. É uma forma de pensarmos que trocámos a gordura extra por saúde e auto-estima e se aquele é apenas o preço a pagar então não é uma fatura assim tão cara. Eu sei que falar é fácil, principalmente quando falamos de casos piores do que o meu (sei que haverá muitos), mas temos de encontrar em nós mesmas aspetos positivos que nos orgulhem dos resultados que obtivemos! O problema é que muitas vezes não permitimos que os nossos olhos vejam a beleza que há em nós. Se há coisas da qual me apercebi durante todo este processo é que os outros nos vêem sempre mais magras do que aquilo que nós nos vemos. Eu sinto-me magra comparativamente com aquilo que era, mas vejo que os outros me acham ainda mais magra do que eu me sinto! Os defeitos estão nos olhos de quem os vêem. Nós, por acharmos defeitos aqui e ali, achamos que os outros também vêem esses defeitos e na realidade não vêem! Por isso, para quem não se acha bonita, toca a treinar o ego para que esteja sempre cá em cima! Vistam roupas bonitas, arranjem-se, maquilhem-se, divirtam-se, mas por favor não deixem que os defeitos falem mais alto. Se tivermos ao nosso lado quem gosta de nós como somos, se tivermos saúde, uma vida estável e uma família feliz, que mais podemos pedir?! Vá, pensamento positivo atrai boas energias!

66 comentários:

  1. Estou a pensar se essa senhora não poderá falar dessa situação com a médica de família, e se poderá haver a possibilidade de ser encaminhada para uma consulta especializada num hospital. Outra opção é como dizes, fazer exercícios de musculação para tentar "encher" os tecidos. Outra ainda é usar uma cinta ou conjunto de lingerie com uma malha mais forte. Hoje em dia há lingerie dessa muito bonita e sexy, que ela poderá usar mesmo para se sentir mais confiante com o marido :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tive medo que ela me interpretasse mal mas para além de alguns conselhos desse género acabei por sugerir que consultasse um psicólogo. Por vezes há aspetos negativos a bloquear a nossa mente e a imperdi-nos de seguir em frente. Ao perder peso acabamos por passar a viver num corpo ao qual já não estávamos habituados, podemos ter desejado muito aquele corpo magro mas depois não conseguirmos aprender a viver com ele. Por isso talvez o acompanhamento de alguém especializado ajude a ultrapassar esse problema. Quando se fala em psicólogo pode haver uma má interpretação, achar que julgamos que são maluquinhos ou que têm problemas psicológicos, mas não é nada disso. É importante que se procure resolver o problema para depois não correr o risco de passar a depressão. Acho também que a pessoa que está ao lado de quem perde peso também tem um papel fundamental pois deveria estimular e elogiar demonstrando assim que a acha bonita como ela é. Não sei se é o caso pois não quis intrometer-me demasiado mas desejo do fundo do coração que tanto ela como outras pessoas na mesma situação consigam ultrapassar e ser felizes! Beijinhos

      Eliminar
  2. PENSAMENTO POSITIVO!!
    Beijinho
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Quando se decide perder peso tão importante quanto a alimentação é o exercício físico, pois complementam-se não só na perda do peso, mas também na tonificação muscular. Mas, o mais importante mesmo é não desistir e ter sempre pensamento positivo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que o exercício físico faz toda a diferença. Acho que a alimentação e o exercício têm de andar de mãos dadas para se obter bons resultados. Mas também temos de ver que pessoas com pesos para cima dos 100kg provavelmente vão ficar com marcas no corpo para a vida. Por isso compreendo que muitas se sintam afetadas e frustradas com essa situação. Beijinhos

      Eliminar
  4. Eu perdi 50 quilos e portanto se disser que tenho uma barriga lisa iria mentir!!! Adorava ter mas não tenho mas com desporto espero conseguir melhorar ainda mais do que ja consegui melhorar, operaçao esta em ultimo plano essa senhora tem de gostar dela e pensar que e uma vencedora e que ganhou ja anos de vida com a perda de peso :)

    Beijinho excelente partilha <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também acho e é precisamente isso que pretendo transmitir com este post, que apesar das imperfeições se ganha saúde, que é muito mais importante! Beijinhos

      Eliminar
  5. Oi amiga!
    Já é sabido mesmo que a perda de peso nem sempre traz alegria p/quem perde, justamente pela flacidez que chega junto com o emagrecimento. É aí que entram os exercícios e a força de vontade p/continuar a batalha.
    Bjssss amiga e uma semana abençoada p/vcs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade mas só me apercebi dessa realidade até ter lido aquele e-mail. Beijinhos

      Eliminar
  6. Olá Elisabete: a flacidez é um problema que afecta muita gente que perde peso em grande quantidade e rapidamente. No entanto, há a salientar o lado positivo em termos de saúde. Os programas de televisão ( principalmente os americanos) que "resolvem" estas peles flácidas com cirurgia parecem, de repente, muito apelativos. É preciso não esquecer que, como todas as cirurgias, esta também acarreta riscos e que o sofrimento de quem se sujeita é bem real. No entanto, cada caso é um caso e cada pessoa enfrenta os problemas de maneira diferente.A tua abordagem é bem positiva. Quem sabe a tua seguidora não se inspira nas tuas (sábias) palavras?
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Perceber que há pessoas que deixam de ter uma vida normal e feliz por causa desta situação foi de facto surpreendente para mim pois no meu caso perder peso foi ótimo, uma alegria imensa, de tal forma que a flacidez que ficou é o menor dos meus problemas, diria até que é praticamente insignificante. Estava longe de imaginar que há pessoas que se sentem infelizes depois de perder peso. Foi por isso que decidi fazer este post, pois se ela se sente assim, tenho a certeza que haverá mais pessoas a sentir o mesmo. Espero conseguir transmitir que perder peso foi a melhor opção que podiam ter tomado. Beijinhos

      Eliminar
  7. Elisabete,
    Tem pessoas que só conseguem emagrecer com a cirurgia de redução de estômago,
    outras fazendo dietas e exercícios físicos. Sempre fica excesso de pele, sei
    que não é o seu caso, que ficou só um pouco flácida, mas com exercícios de
    musculação vc voltará ao normal.
    Você está ajudando muita gente com essas postagens, obrigada pelo grande incentivo
    para todos nós!

    Beijinhos, ótima semana! ♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cuidar do corpo é importante mas cuidar da mente é igualmente importante. Há que pensar que mesmo que não fiquemos perfeitas (não há perfeição), estamos sempre muito melhor do éramos! Beijinhos

      Eliminar
  8. Quando perdi os meus 20 quilos tive a sorte de não ficar flácida (pelo menos nada que me incomodasse). Confesso que tenho alguma celulite na área do rabiosque mas como não gosto de praia, nem me preocupo :D
    No entanto, estou mais "gelatinosa" e já comecei a fazer uns exercícios todos os dias para tonificar os músculos e chegar ao verão, quem sabe, mais durinha.
    Mas na realidade ninguém está satisfeito com o que vê ao espelho e acaba sempre por encontrar defeitos onde eles não existem e o melhor remédio é mesmo desfrutar do que temos e não pensar muito, acima de tudo gostarmos de nós mesmos porque se nós gostamos de nós, os outros também vão gostar ... e se não gostarem, então não são as pessoas certas para termos ao nosso lado.
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, se não gostarmos de nós, quem gostará?! Mas também acho que os companheiros de quem perde peso têm um papel importante em todo o processo. Por muita força que alguém possa ter para emagrecer, algum apoio é sempre uma grande ajuda. No meu caso tive quem me lembrou sempre que gosta de mim como sou mas acredito que nem todos tenham essa sorte. Por isso quando alguém me diz que o casamento não corre bem porque não se sente bem consigo própria, não sei até que ponto a outra parte não terá uma certa responsabilidade no assunto. Só espero que as pessoas que se sentem assim consigam ultrapassar as barreiras e sentir-se bem e felizes com o que alcançaram! Beijinhos

      Eliminar
  9. O importante é não desistir, e pensar que o esforço é para nosso beneficio tanto a nível mental, como físico...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também penso assim nas infelizmente há muitas pessoas que não conseguem pensar dessa forma. É pena pois acho que seriam muito mais felizes. Beijinhos

      Eliminar
  10. O importante é não desistir, continuar a trabalhar!
    A obesidade é um problema de saúde, que traz muitas doenças cardiovasculares!
    É normal que uma pessoa obesa fique com a pele flácida após perder muitos kilos! Pode não se achar bonita com as peles, mas é uma pessoa com força, que trabalhou para conseguir aquele resultado e com muito menos propensão a doenças cardiovasculares! É um motivo de orgulho!
    As peles que não saem com trabalho de ginásio, tem que se poupar para uma cirurgia de remoção das gorduras! Nada é impossível!
    O importante é força e motivação!
    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era bom se todos pensassem como nós. Mas pelo que posso constatar nem sempre é assim. Mas sabes, os hábitos saudáveis deviam partir de casa e acho que as escolas também têm uma papel importante mas, infelizmente, ainda pouco ativo neste aspeto. As comidas que são servidas nas cantinas e nos bares também deviam obedecer a uma alimentação saudável e equilibrada e os jovens deviam ser mais sensibilizados para esta temática. Já dizia o ditado, de pequenino é que se torce o pepino! beijinhos

      Eliminar
  11. Esse é realmente um grande problema, principalmente para as pessoas que perdem mesmo muito peso, mas para essas penso que é possível conseguir consultas para cirurgia para remoção do excesso de pele. Imagino é que possa demorar muito tempo! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, acredito que deve demorar. É um assunto do qual não tenho grande conhecimento, mas tudo demora em Portugal, ainda mais quando não se trata de uma situação de saúde grave e urgente. Mas imagino que não seja fácil lidar com essa situação e por isso compreendo que essas pessoas se sintam tristes. Mas acho que há tantas coisas positivas na perda de peso, é uma pena que não se consigam focar nisso. Beijinhos

      Eliminar
  12. Querida Elisabete, essa consequência é inevitável, mas porque nao recorrer à cirurgia? É um procedimento simples e eficaz. Eu não hesitaria.
    Estes teus posts são fantásticos porque atingem um vastíssimo universo.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu por enquanto não penso nisso, mas também não fiquei com peles demasiado caídas. Julgo que o caso da leitora que me contatou seja bem diferente. E também não sei se ela terá possibilidades de fazer cirurgia, daí a ter aconselhado a encontrar soluções que a façam sentir bem. Se ela aprender a sentir-se bem consigo própria depois o resto fica mais fácil! Beijinhos

      Eliminar
  13. O mais importa é não desistirmos! E lutarmos sempre pelo que queremos para nos sentirmos bem, e quanto à pele flácida, nada como uma cirurgia para resolver, o problema hoje em dia, é o custo das mesmas. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema também é que acho que quem pensa em emagrecer imagina que vai ficar de uma certa forma é depois quando não corresponde ao imaginado acaba por ser um choque. E isso faz com que depois a pessoa não consiga lidar com a sua aparência. Eu nunca imaginei como seria a minha silhueta. Estava tão mais preocupada em perder os quilos que estavam a mais que o resto foi irrelevante! Agora olho-me ao espelho e sinto que estou muito melhor do que estava! Mas não digo que é errado imaginarmos como gostaríamos de ficar, por um lado até é bom pois isso dá-nos objetivos e motivação para trabalharmos mas acho que não devemos é pensar demasiado nisso nem criar demasiadas expectativas, assim os resultados parecerão sempre melhores! Beijinhos

      Eliminar
  14. Tens imenso jeito para discursos motivacionais! O texto começou a um ritmo 'normal' e depois foi transitando para um hino à auto-estima entusiasmado, acho que se fosse feito em pessoa podias começar uma procissão com imensa gente atrás de ti :P
    Tens toda a razão, quando as perdas de peso são maiores há aspetos menos bons, é uma pena e deve ser frustrante. Mas bem, seria pior permanecer com o peso, há coisas inevitáveis :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah! Fazes-me sempre soltar uma gargalhada de boa disposição! Obrigada! Tu é que deixas aqui comentários sempre motivadores! Obrigada pelo teu apoio! Quanto à situação em questão, era bom que tudo fosse perfeito, mas não é. Por isso há que aprender a encarar as situações de forma positiva! Beijinhos

      Eliminar
  15. As pessoas são levadas a imaginar um corpo ideal que não existe, que aliás, de humano tem muito pouco... e consequentemente não desfrutam das suas vitórias mesmo quando são grandes passos numa sentido de uma vida mais saudável. O mais difícil, em todo o processo é mantermos o positivismo. Mas há que ter força de vontade e perseverança. Adotando um estilo de vida mais saudável, não uma dieta a curto prazo, os resultado acabam por vir, e mesmo que residam uma peles (normais após grandes quantidades de peso perdidas) o importante é pensarmos sempre que estamos no bom caminho!
    Beijinhos
    www.petiscana.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora nem mais! É precisamente isso que eu penso! Beijinhos

      Eliminar
  16. Engordar uma pessoa depressa engorda, mas para emagrecer é muito complicado

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É impressionante como para engordar basta pouco tempo e para emagrecer, não só demora, como é bem mais difícil! O melhor mesmo é fazer por não engordar! beijinho

      Eliminar
  17. A verdade é que não é fácil emagrecer, mas sem grandes stresses às vezes lá se perde um quilinho :) bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é fácil, e demora, mas também não é assim tão difícil! Basta querermos! beijinhos

      Eliminar
  18. É isso mesmo, concordo totalmente! Este post aborda a realidade de muita gente e infelizmente a maioria não lida bem com a situação e perdem o animo e a força de vontade. Um bejinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei que há casos mesmo extremos de flacidez, mas há outros que até bem são assim tão maus a vontade dr perfeição não deixa enxergar isso. Temos mesmo de aprender a gostar de nós mesmos para nos sentirmos melhor! Beijinhos

      Eliminar
  19. Olá linda,
    mais uma vez adorei o teu texto :) é bastante motivador, encorajador e positivo.
    Acho que o problema dessa senhora é que deve ter perdido muito peso em pouco tempo, provavelmente até perdeu mais massa muscular do que gordura, e por isso a pele não acompanhou a perda de peso e ficou 'a mais'. Daí ser tão importante o exercício físico, acompanhado de uma mudança de hábitos alimentares e não uma simples dieta para emagrecer. Porque o mais importante mesmo é recuperarmos a nossa saúde e não ter um corpo esbelto e perfeito, isso não existe...
    Não concordo com cirurgias, acho que isso deve ser mesmo o último recurso, uma vez que acarreta outros riscos para a saúde.
    Existem suplementos alimentares que nos ajudam a ganhar massa muscular ao mesmo tempo que se perde gordura e assim não há o risco de se ficar com peles caídas.
    Mas de qualquer forma, concordo contigo e gosto da tua perspectiva positiva, a parte psicológica também manda muito. É muito importante a auto-estima, gostarmos de nós como seres imperfeitos que somos, e realmente se tivermos a sorte de ter ao nosso lado quem nos ame, independentemente do corpo que tivermos, isso também ajuda bastante :)

    Beijinhos,

    Marta
    https://ostrabalhosdamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O exercício é importantíssimo numa perda de peso. Não só ajuda a emagrecer mais rápido como ajuda a ganhar massa muscular e a ficar com a pele menos flácida. Mesmo que não se pratique muitas horas, qualquer coisinha já é muito bom! E fazer exercício ajudar-nos ainda a ter uma mente sã! Portanto são só vantagens! Emagrecer com saúde é sempre o mais importante e continuo a afirmar que o resto é relativo (mas cada caso é um caso). Beijinhos

      Eliminar
  20. Identifico-me em parte com o que escreves-te a minha história é bem longa e complicada, com um bypass gástrico pelo meio, mas o mais importante é sabermos amar cada estria, cada pedacinho da nossa pele flácida, cada unha partida a nossa aparência física não deve guiar a nossa vida nem a nossa felicidade pois a palavra felicidade em si é reflexo de algo que não é palpável. Perdi peso, ainda tenho de perder mais mas mesmo sabendo que a minha médica vai ficar zangada eu quero fazer-me ainda mais feliz. Ela não gosta dos números mas eu gosto de mim e é assim que temos de pensar, cada milímetro do nosso corpo é uma manifestação do divino :D Nós somos todas lindas!!! <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que testemunho bonito e positivo o teu! Muito obrigada por teres partilhado, gostei muito e acho importante estas partilhas! É isso mesmo, devemos tentar gostar dos nossos defeitos ou pelo menos tentar ver a parte boa! Mesmo que tenhamos um quilito a mais o que interessa é gostarmos do nosso corpo e sentirmos-nos bem com ele! No meu caso até não me sentia mal com o peso a mais que tinha! Mas depois pensava o quanto gostava de voltar a vestir as roupas que usava antes! E depois tinha consciência que tinha excesso de peso e que isso poderia ser mau para a minha saúde, por isso decidi mudar e foi a melhor decisão que podia ter tomado! Mesmo com defeitos gosto imenso de mim como fiquei! Beijinhos

      Eliminar
  21. Realmente temos de gostar de nós..e por vezes não é fácil deixar de lado alguns aspectos que não deveríamos de valorizar tanto. Eu tive de aprender muito cedo isso. Mais cedo do que devia...aos 4 anos comecei a ter psioriase e fiquei em pouco tempo com 80% do corpo com a doença...olhar ao espelho e ver o nosso corpo manchado e escamado...não é facil. principalmente miúda! Mas aprendi a ser Muito feliz e a valorizar o facto de não ser uma doença pior! É verdade...precisamos de perceber que existe pessoas com problemas mais graves, como foi o teu caso no testemunho que deste.
    E :) :) também eu estou num processo de dieta...já foram 10kg...mas tem sido muito gradual e tenho ido sempre ao ginásio...espero que ajude neste processo! ;)
    Força, é o que eu te desejo e obrigado pelas palavras...pois penso que todos podem ir buscar um exemplo/ensinamento daqui.
    Bjs!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em criança não deve ser nada fácil lidar com essas situações, não só pela doença em si mas também pela atitude das outras crianças. Bem sabemos que algumas conseguem ser cruéis. Se bem que as crianças por vezes conseguem lidar melhor com essas situações do que um adulto. Força aí com a tua luta! Somos uma guerreiras! Beijinhos

      Eliminar
  22. As vezes colocamos muita expectativa em algo, e quando alcançamos o nosso objetivo ou não damos valor a ele, ou não conseguimos aceitamos. A felicidade verdadeira está dentro de nós, se não estamos felizes conosco, nenhum objetivo alcançado terá seu devido valor. Por isso defendo muito o trabalho de um bom psicanalista nos casos de emagrecimento rápido em pessoas obesas, porque em quase todos os casos as pessoas não conseguem lidar com o "depois", justamente por colocar todas as suas esperanças de uma vida diferente na perda do peso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não poderia estar mais de acordo! Beijinhos

      Eliminar
  23. Querida Elisabete, eu não vinha aqui há alguns dias e hoje li este teu excelente artigo. Nem sei o que dizer! Disseste tudo e aconselhaste bem!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  24. Olhar as coisas pelo lado positivo é de facto a melhor forma de levar a vida:)
    Beijinho, Manuela

    ResponderEliminar
  25. Devemos de nos amar em primeiro lugar e aceitar que ninguém é perfeito, nem os gordinhos, nem os magrinhos, toda a gente tem inseguranças e alguma coisa que não gosta em si, aceitar quem somos e como somos já é meio caminho andado para a felicidade, para a alegria, dou imenso valor a quem consegue perder tanto peso, felizmente depois da minha gravidez consegui voltar ao meu normal sem dietas e sem ginásios.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que é gordinho pensa que as magrinhas são perfeitas mas não são! Ninguém é perfeito! Temos é de aprender a gostar de nós como somos e a valorizar aquilo que temos de bom! beijinhos

      Eliminar
  26. Olá, vim até aqui ver se está tudo bem e vejo que também por aqui estamos de dieta :)
    É um problema nada fácil de gerir, aumentar de peso é fácil, perder muito difícil.
    A auto-estima também não ajuda nada é difícil olhar para o espelho e ver que o corpo está mudado só pelo simples facto de envelhecermos, imagina numa situação estrema dessas...
    O melhor é sempre tentar que as coisas não cheguem a determinados valores, tipo já que estou mais gorda aproveito e como tudo que me apetece, sempre melhor prevenir que remediar, nisto e em tudo...
    bjs e boas dietas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ganhar peso é de facto muito fácil, perder é bem mais difícil e moroso! Mas com vontade e determinação tudo se consegue! E é como dizes, o melhor mesmo é não deixar chegar a determinados valores, mas mesmo assim para quem isso aconteceu há solução! E como diz o ditado, mais vale tarde do que nunca! Beijinhos

      Eliminar
  27. és uma força da natureza e uma mulher extraordinária e nem preciso de te conhecer pessoalmente para ter certeza das minhas palavras!
    um grande beijinho minha querida
    boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, Aida! Deixas-me sem jeito! Obrigada minha querida! beijo grande!

      Eliminar
  28. Gostei do teu post, eu também tenho 10 kg para perder, embora não faça muito cuidado com a alimentação, mas de vez em quando lá me mentalizo e como comida saudável. Beijinhos e continuação de boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nani, difícil por vezes é começar, mas depois de começarmos acho que difícil é voltar atrás! Continuo a gostar das comidas calóricas mas se comer durante muitos dias começo a sentir falta das comidas saudáveis! Tudo é uma questão de hábito! beijinhos

      Eliminar
  29. Concordo que não é fácil arranjar motivação, sobretudo se não tivermos companhia para frequentar aulas, um ginásio ou até mesmo fazer exercícios em casa.

    Falo por mim, sou muito preguiçosa e sozinha nem valia a pena pensar nisso.

    Há pouco tempo, uma amiga minha foi aconselhada pela nutricionista dela a frequentar aulas de fitness e falou-me nisso. Eu fui experimentar com ele e agora, ela não aparece mas eu vou sempre. Mesmo sozinha! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dianinha, isto é como em tudo, depois de nos habituarmos, difícil é deixar! Já não me vejo sem fazer desporto, mesmo que seja pouco ou mesmo que não seja todos os dias tenho de fazer, o meu corpo pede, e a minha mente também! O importante é não desistir! beijinhos

      Eliminar
  30. Olá,
    isso é um problema que geralmente acompanha quando eliminamos mais do que 10 a 20 kg. É algo que sei e já vive e a única forma é mesmo a cirurgia para retirar o excesso de pele que temos.
    O exercicio ajuda mas não elimina completamente. Temos que pensar positivo e pensar nos prós e contras pois remover a pele também tem os seu "K" pois quando eliminamos os quilos a mais trocamos os por pele e depois quando retiramos as peles trocamos-as por cicatrizes, extensas e que nem sempre ficam lindas e perfeitas.
    Força quem está de dieta, como eu que recomecei pois recuperei uns quilinhos que já tinha perdido e voltei ao ginásio pois quero ficar tonificada ao máximo e para tal temos que fazer musculação.


    Beijinhos,
    Clarinha
    http://receitasetruquesdaclarinha.blogspot.pt/2016/07/um-mes-com-ella-woodward-e-um-overnight.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade o que dizes, tudo tem os seus prós e os seus contras. Definiste muito bem a perda de peso. Nem toda a gente fica com um corpo bem definido, mas para tudo há solução. E conta muito aprendermos a viver com o nosso corpo. Acho que assim todos esses defeitos parecerão menos maus. beijinhos

      Eliminar
  31. Muitas das vezes nós somos os nossos piores críticos e de tanto esmiuçar os nossos defeitos, nem conseguimos ficar contentes ou dar graças pelas nossas coisas boas e metas que alcançamos. Eu sei bem disso, pois passo muitas vezes por isso. E há alturas que é pior.
    Mas temos mesmo que ter espírito positivo. Gostei muito da tua última frase :)
    Vamos lá atrair energia positiva :)
    Além disso, por muito que o físico às vezes possa parecer ser importante, o que acaba por ser importante é o interior: amor, carinho, amizade e saúde :)
    Beijinhos e uma boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, acho que nós encontramos defeitos em tudo, e por vezes ninguém repara neles, nós é que ficamos paranóicas! Eu por exemplo, nos bíceps tenho algumas estrias, e acho que todos vão reparar! Mas o curioso é que desde que perdi peso ouço sempre elogios por estar mais magra e nunca ouvi uma crítica! Também nunca ninguém comentou as estrias dos meus braços! Acho que a perda de peso foi tão significativa que as pessoas reparam no peso que perdi e nem perdem tempo a apontar defeitos! Sou como tu, há coisas bem mais importantes que o aspeto físico! Embora o aspeto exterior conte, o interior conta muito mais! beijinhos

      Eliminar
  32. Que máximo!!!
    Estou tão feliz com essa tua vitória. Muito parabéns!!! 20kg em 10 meses é um record fabuloso e fico muito orgulhosa dessa tua persistência e dedicação. Os próximos 2kg, serão uma questão de objectivo pessoal que sei, vencerás também facilmente.
    parabéns mesmo!!!
    Um grande beijinho,
    Lia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Lia! Acho que me superei a mim mesma! beijinhos

      Eliminar
  33. Parabéns pela vitoria! Eu sei bem o que isso é á 4 anos também perdi 36 kg. depois com os problemas de trabalho (alguns meses sem receber numa empresa com 14 anos de casa) e com uma ou outra situação complicada na vida, lá se foi o esforço e voltei a engordar.Agora a minha vida esta estável e comecei novamente, desta vez sem avarias que confesso que fiz da primeira vez, tipo perder peso muito rápido e deixar de comer, agora como de quase tudo em pequenas quantidades, dando preferência ás comidas com poucas calorias já emagreci 10 kg. em 5 meses e vou conseguir perder mais 16 assim como tu vais perder os 2 kg. e atingimos assim a nossa meta. Estou muito contente por ti ! Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ganhar peso é tão fácil, mas perdê-lo é tão difícil! Porquê?! Bem, eu digo isto mas há pessoas que têm o problema contrário (é um assunto menos falado), há quem tem peso a menos, quer ganhar e não consegue engordar. Mas no meu caso é fácil ganhar e difícil perder. Mas acho que com disciplina, persistência e motivação chegamos onde queremos! Força Ana, tenho a certeza que vais conseguir! beijinhos

      Eliminar

Grata por passarem pela minha cozinha!